COBRAM DE MIM!



                                                             
                                                                 
COBRAM DE MIM CONDUTAS PERFECCIONISTAS, RACIONAIS, PONDERADAS, EDUCADAS, SUTIS, LEVES E OBRIGATORIAMENTE EMBRULHADAS EM DOBRADURAS DE  PAPÉIS CREPONS COLORIDOS E PERFUMADOS;

COBRAM DE MIM A CALMA DE UM RECÉM- NASCIDO ADORMECIDO E ACONCHEGADO ENTRE OS SEIOS BONS E GENEROSOS DA MÃE PROVEDORA DA VIDA;

COBRAM DE MIM O EQUILÍBRIO IMPECÁVEL DE UM EXPERTISE PROFISSIONAL DO CIRQUE DE SOLEIL E SUA PERFEITA APRESENTAÇÃO NO PERIGOSO TRAPÉZIO DA MORTE;

COBRAM DE MIM O COMPORTAMENTO DE JESUS CRISTO E EXIGEM SEMPRE O OUTRO LADO DA MINHA FACE PARA QUE POSSAM ESBOFETEAR, TAMBÉM;

COBRAM DE MIM A HONRADEZ, LISURA, PROBIDADE E ETERNA VIGILÂNCIA PARA SERVIR AO MEU PRÓXIMO E O MAIS ABSOLUTO SILENCIO DE UM CÁGADO NO ESCURO, QUANDO NOS OUTROS PERCEBO QUE NÃO É NADA DISSO;

COBRAM DE MIM QUE NÃO ALARDEIE O MEU AMOR, E QUE RECALQUE E SUBLIME MINHAS PAIXÕES SEM DEMOSTRA-LAS PARA NÃO FERIR AS SUSCETIBILIDADES DE CORAÇÕES PETRIFICADOS DE OUTREM, MERGULHADOS NA INFELICIDADE;

COBRAM DE MIM O SILENCIO QUANDO MOVE-ME O DESEJO DE BERRAR MEUS DESEJOS AFETIVOS E MINHAS INTENÇÕES DE REPUDIAR OS CRETINOS DE TODAS AS ESPÉCIES, SEJAM OS MILIONÁRIOS LADRAVAZES OU AQUELES NECESSITADOS INCOMPETENTES E ACOMODADOS, ESPERANDO CAIR DO CÉU;

COBRAM DE MIM O ETERNO SILENCIO APÓS OUVIR DAS "BOCAS NERVOSAS" TODAS AS MAZELAS E AÇÕES QUE APONTAM OS ERROS ALHEIOS E DO MUNDO E QUE AS OUÇA MAS, NÃO ME ATREVA DE DIVULGÁ-LAS, MUITO MENOS REPETI-LAS, FAZER JUÍZO DE VALOR SOBRE ELAS?  NEM PENSAR! CALADO!

COBRAM DE MIM A CEGUEIRA DEFINITIVA DE NÃO-JULGAMENTO PARA AS PROSTITUTAS AMADORAS E DE OCASIÃO E PARA OS RUFIÕES, PROXENETAS OU AQUELE CAFETÃO EXPLICITO E DESAVERGONHADO;

COBRAM DE MIM A IMPARCIALIDADE DESDE QUE, EM APOIO AO LADO NO QUAL A CONSCIÊNCIA DELES ESTEJA ANCORADA;

COBRAM DE MIM A MAIS PERFEITA ATITUDE FRANCISCANA DE TER SIDO PROVEDOR E JAMAIS OUSE DIZER QUE AJUDEI;

COBRAM DE MIM A CONDUTA DE UM MENINO EDUCADO PERANTE A MÃE SEVERA QUE NÃO ADMITE CONTESTAÇÕES E MUITO MENOS O DIÁLOGO CONSTRUTIVO, POIS, A VERDADE É UNILATERAL DELES, É A CHAVE DO SUCESSO DELES, OS SERES PERFEITOS E INATACÁVEIS;

COBRAM DE MIM O DESEMPENHO DE UM CAVALO ÁRABE, FORTE E CORAJOSO PARA CAVALGAR DE CABEÇA BAIXA E LEVÁ-LOS AO FIM DO MUNDO, MAS SEM DEPOIS, SEQUER PODER DESEJAR OUVIR UM: MUITO OBRIGADO ANIMAL!;

COBRAM DE MIM SEMPRE "TEMPO LIVRE" E CÉU DE BRIGADEIRO, COMO SE EU FOSSE UM METEOROLOGISTA COM UMA MÁGICA VARINHA DE CONDÃO;

COBRAM DE MIM QUE CADA VEZ  LHES  PROPICIEM "MAIS ESPAÇO" PARA QUE POSSAM SE SENTIR COMO ASTRONAUTAS FORA DA NAVE E EM CONTATO COM A INFINITUDE DO COSMOS;

ENTÃO, MANDEI TODOS ELES À MERDA QUANDO DECIDIRAM QUE EU DEVERIA SER O SEU DEUS EXCLUSIVO VINDO A TERRA PARA SERVI-LOS DE BOCA CALADA, OLHOS VENDADOS, MÃOS ATADAS E JOELHOS EM GENUFLEXÃO DUPLA PERANTE AS SUAS SAPIÊNCIAS INTELECTIVAS E MATERIAIS ADQUIRIDAS NO LAMAÇAL ONDE CHAFURDAM OS PORCOS E DOS QUAIS SURRUPIAM E DEVORAM  TODO O TOUCINHO;

ENTÃO, MANDEI TODOS ELES À MERDA POR NÃO TEREM A SAGACIDADE COMPREENSÃO, ESPERTEZA, INTELIGÊNCIA E LUCIDEZ PARA ENTENDEREM QUE URINO E DEFECO EXATAMENTE, COMO ELES O FAZEM;

ENTÃO MANDEI TODOS ELES À MERDA COMO JÁ TINHA FEITO ANTES COM TODOS OS ADOLFOS HITLERES QUE DE MIM SE APROXIMARAM, QUANTO MAIS DESTES PÓS-MODERNOS " FÜHRES" QUE COMEM SARDINHA MAS, VIVEM ARROTANDO CAVIAR;

...E QUEM QUISER QUE CONTE OUTRA!

SOBRE OS ESCARGOTS DA ROBAUTO E OUTRAS CONVERSINHAS FIADAS!




Que traste em vida eu fui, incapaz de tornar-me um cafetão como alguns se tornam com aquela sabedoria de quem já tinham e desde rapazinho com muita experiência acumulada afinal, vividos às custas dos sindicatos da enganação humana nos quais mamavam e sem esforço o dinheiro alheio. Cafetão que eu nunca consegui ser mesmo de uma bagaça mulher loira fajuta e oxigenadamente falsa, meio torta e curvada pois, enganada pela natureza da bela estética. Mas que bobagem afinal, o que deve ser visto nela é a sua conta bancária, pois, beleza não se põe mesa, como diria o escritor José Pedro Machado em : O grande livro dos provérbios. Está tudo lá. Que inútil homem tornei-me que nunca avancei no dinheiro alheio e verdadeiro bocó, sem jamais ter falido criminosamente uma empresa e com essa espúria ação ter capitalizado não os caraminguás que não enchem os bolsos , mas sim , fortunas a serem usadas vida afora sempre cuspindo a soberba do não tô nem aí . Formosos malandros acham que sabem de tudo, arrogantes e destemperados morais e que ainda, ameaçam levar  nossas filhas para a desgraceira dos seus nomes sujos, aproveitando-se das inevitáveis fantasias obsessivas causadas pela Síndrome da Cinderela. Incompetente brasileiro sim, fui eu, que acreditei no amor, repudiei as drogas, briguei nas ruas peito aberto e coração a gargalhar por um Brasil livre dos porretes e canhões antidemocráticos dos verdes-olivas da ocasião. Acreditei no bem dos bons e no melhor dos ótimos para todos nós. E olhando sempre para os menores dos pequeninos com respeito o que me deu o titulo debochado de socialista de fachada, por aqueles outros contaminados pelo insuportável maneirismo de serem os donos da verdade e detentores  das chaves da roubalheira oficial e do cofre da iniciativa privada. Privada de esgotos férteis que entopem de sujeiras contaminadas os oceanos indefesos nos quais a maioria dos seres humanos íntegros vão se banhar com a cabeça erguida. E que bom de cabeça  erguida, pois, só assim evitam que entrem em suas bocas as fezes malditas e saídas das cloacas ardidas e expelidas nos restos fecais dos escargots da robauto e surrupiados dos feirões das patifarias e surubas financeiras. O que? Não conhecem este tipo de escargot? Graças a Deus pois, quando comprados com o fausto da dinheirama surrupiada, reza no livro da maldição dos excluídos que estes moluscos gastrópodes terrestres e de concha espiralada calcária ,levam inevitavelmente a um final de vida trágico.Em geral, semeadas de metástases cancerosas e impiedosas que nos jogam até a morte em dolorosas esperas nos leitos dos hospitais ou mais modernamente em  Home Care, no adorável conforto dos lares e ainda cercado por todos os adorados parentes implorando para que você morra bem depressa. Afinal, eles querem zarpar para os states, fazer footing na 5fh avenue  e gastar toda a herança fruto da usurpação e agora fatiada, nos points como o Macy`s , quem sabe naTiffany ou Gucci. Oh, New york , New york! Longe deles pessoal. Escargots da robauto ferem as entranhas e destroem a alma. Comam sardinha! Ah, essas manias de grifes da moda e pensar que minhas roupas nunca foram "made in porra nenhuma". Que fiz eu então da minha vida? Fortunas nunca amealhei, montanhas de dinheiro roubados não os capitalizei e por esta simplória e imbecil razão tive que dar adeus àquela fácil e aburguesada  viagem ao redor do mundo que não pude fazer! Desculpe minha Itália querida, ti voglio tanto bene e meu Portugal irmão, ora pois,pois, mas continuo preferindo esperar a morte apenas, cercado pela ingenuidade dos meus netos.
E não estou aberto a negociações.
Até mais!

HUMANOS E DEUS.


                                                                 
Desde cedo aprendi que nenhum rio é o mesmo, apesar de suas variadas e continuas águas passarem sempre pelo mesmo leito das suas margens. Rios tem suas águas renovadas à cada instante, elas mudam neste inevitável processo principalmente, em intensidade e qualidade dispares. Quando excessivamente caudalosas ficam esbarrando, corroendo e desgastando os limites impostos pelas suas margens, a extrapolam, invadem regiões limítrofes, causam inundações e destruição, porém, cessadas as causas retornam a normalidade.
Sentimentos podem se tornar rios de correnteza e dimensões absurdas e extrapolarem pelas indesejáveis e descontroladas margens que os continham.
Sentimentos humanos são forças mutáveis e caleidoscópicas que devem ser controladas. Mas ser Deus é um atributo indivisível que só Nele está contigo. Nós os sôfregos e inapropriados humanos, pisamos na bola, chutamos o balde, arrebentamos a boca do balão temos aqueles arroubos grandiosos de surtos que nós levam a arrogância tipica de quem vocifera dizendo aos berros que não chupa o mel e sim, come as abelhas!
Humanos  são farinha do mesmo saco, uns mais controlados, outros mais  contidos e educados porém, todos encurralados na mesma casinha de madeira no alto daquele morro e quando menos imaginam, rolam ribanceira abaixo feitos e transformados em escombros.
Consta que certa vez um seleto grupo de humanos tenha pedido uma reunião com Deus e naquela ocasião disseram:
-Deus, apesar de criados, fomos feitos à sua semelhança e por esta razão viemos pedir para que possamos também criar, fazer e desfazer, transformar, sermos capazes de conquistar o céu e a terra, debulhar o trigo, conter a natureza, estas coisas.
Ouvindo atentamente, Deus coçou a cabeça e disse-lhes:
-Tudo bem, que assim seja, mas em cada uma das suas criações e conquistas vou inocular nelas o eterno germe da insatisfação humana, entenderam?
-Não, desculpe , não entendemos a razão.
-Simplesmente para que vocês nunca pensem que são Deus!
E assim é feito sempre. Amor que vira ódio, fartura que se pode minguar e fazer-se penúria, sentimentos menores de agressões e violência que podem vir a dominar relacionamentos movidos  pela insatisfação e que levam a que mais tarde reconheçamos que eramos muito felizes e não sabíamos.
E onde está o final feliz? Estamos terminando isso aqui movidos pela mesma insatisfação? Nenhuma chance das situações serem diferentes?
Lógico que sim, e a palavra magica é o perdão.
Perdão é muito mais do que uma atitude.
Perdão é uma dádiva que nos foi dada para que possamos aí sim, cada vez mais estarmos conectados em semelhança com Deus.
Exatamente, como a natureza perdoa os rios que se tornam caudalosos e destroem suas margens, e que depois de cessadas as causas das inundações ela permite que ele volte a correr sereno no seu leito.


TRIBUTO A NEYMAR.



                                                                                     




Existe um garoto chamado Neymar, talvez imaturo, talvez em formação de personalidade, mas certamente um dos maiores jogadores de futebol do mundo.
Para nós brasileiros que já tivemos Pelé, Garrincha, Zico, Romário, Ronaldinho Gaúcho, Carlos Alberto Torres , Zagalo ,Sócrates entre tantos outros e que conhecemos outros extraordinários jogadores como Cristiano Ronaldo (Portugal), Johan Cruyff (Holanda), Franz Bekenbauer (Alemanha) e Maradona (Argentina), estamos habituados na área esportiva a compreender que ninguém chuta cachorro morto.
É preciso incomodar muito para ser criticado e Neymar preocupa a todos os adversários com seu futebol maravilhoso, desde os jogadores, passando pelos técnicos e finalmente as torcidas adversárias.
Ele cai , mas levanta, chora mas sorri, erra muito menos do que acerta afinal, Neymar é uma máquina fabulosa de jogar futebol e em campo não é somente uma paisagem capaz de passar desapercebido pelos milhões  de torcedores do Brasil, ou não, pois ele é aquele que não resta a menor dúvida, tem luz própria e atrai sempre os holofotes ao seu redor e as ansiosas lentes das câmeras ávidas pelo melhor lance aquele mais bem realizado em estética e técnica possíveis.
É muito caçado sim ,e as vezes até criminosamente marcado sem dúvida nenhuma, afinal como parar um garoto chamado Neymar?
Às vezes só  com atitudes explícitas de porrada, carrinho por trás perigosos, chuteiras altas por vezes na altura do rosto dele ou com violência gratuita nas suas pernas o que já lhe causou algumas  sérias contusões e fraturas.
O reino animal é sábio em mecanismo de defesa ante o perigo como o Tatu-bola que se disfarçam, o porco-espinho que os soltam e espetam aqueles que o querem espetar, as Gambás deixando no ar um odor desagradável e outras tantas variadas formas de defesa de outros diferenciados animais.
Neymar cai mas levanta e faz gols, chama a bola de querida com a maior intimidade, jamais espeta  a bola com suas pernas de atleta competente e o único odor que deixa em campo é aquele fragância de saudade e queremos mais quando acaba o jogo no qual ele sempre é o principal espetáculo.
Deixem nosso garoto ser ele mesmo!

                                                           

PAPA FRANCISCO,EINSTEIN E NÓS.


                    MAGRI PRESIDENTE DA ARGENTINA E O PAPA FRANCISCO,CONSTRANGIDO!                                                              

Há mais de dez anos atrás, em 12 de abril de 2008, me envolvi em um processo judicial movido contra mim pela Editora Globo através da sua competente e numerosa equipe de advogados, consequência de minha atitude de publicamente  enfrentar de peito aberto e de forma discordante uma publicação da excepcional jornalista Ruth de Aquino da revista Época, que na ocasião era também, redatora - chefe da revista.
A jornalista escreveu o artigo: O aborto dos outros, no qual confessa que, já tinha feito um aborto e que não se orgulhava mas, também ,não se arrependia.
Eu que supunha que ela poderia ter economizado na frase o fato de não ter se arrependido, coloquei-me atrás do computador e num ato solitário meu com Deus, provoquei um processo judicial tal foi a contundência da minha revolta até que um dia chegamos a um entendimento nas barras dos tribunais. Esta jornalista, uma mais formidáveis articulistas que já tenho lido vida afora, é destas mulheres que você se apaixona pelo que ela escreve, e talvez por estar apaixonado intelectualmente por ela achei que, aquele aborto declarado poderia ter sido do meu filho, com ela. Hipótese improvável e refugiada tão somente no meu inconsciente pois, não fazemos filho por telepatia. Ainda!
O resto entrego a Freud.
Agora, Francisco o Papa de todos e admirado por religiosos ou não, de cara amarrada e coração condoído, em função da onda crescente pela liberação do aborto na Argentina, grita pelos quatro cantos do mundo que em alguns casos o aborto é o "nazismo com luvas brancas".E  reitera que é " o mesmo que faziam os nazistas para cuidar da raça , mas com luvas brancas de ferro" (leia-se infanticídio).
E ainda mais contundente, vai além com a denuncia condenando por tabela o cretinismo social  e diabólico modismo inventado por certas camadas sociais que, para justificarem a podridão das suas condutas escondem-se no fato de que: "Está na moda, é habitual", dentro da mais espúria ideologia do politicamente correto.
Francisco, também sabe que o mal é muito maior , amplo, extenso e profundo e uma das suas abas é  o aborto que está virando moda, tornando-se habitual, pois, estas mesmas mentalidades nazifascistas são aquelas que também, sonham os sonhos das riquezas erguidas e feitas à qualquer preço, roubam descaradamente desde o sistema financeiro até a marmita de um pobre trabalhador na fila dos ônibus de madrugada rumo ao trabalho. Amorais de carteirinha como diria o dramaturgo Nelson Rodrigues.
Francisco sabe que o desmoronamento moral é fruto da algazarra imbecilizada e conveniente pela obsessão por conquistas materiais a qualquer custo, seja através de golpes criminosos, arranjos ou sociopatias as mais diversas. E tudo isto envolto na fumaça do baseado catingoso e narizes entupidos pelo tal do pozinho dos viciados impunes que, através das suas fraquezas financiam o trafico mortal das drogas. "Tá tudo dominado", no linguajar debochado das gangues!
E aí cito Einstein quando diz : O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer".
Na realidade Einstein e o papa estão receitando é vergonha na cara para todos nós, pois, está na moda e habitual é o cacete !
Só se formos pusilânimes, covardes  e coniventes, se formos iguais àqueles que apedrejam políticos corruptos  porém, aceitam conviver em suas vidas com maculas e nodoas tanto quanto os mais salafrários dos que criticamos e que torcemos que deveriam ir para cadeia!
E no entorno social destes modernos nazifascistas que divulgam e apoiam o aborto será que fazem  vistas grossas  também para a roubalheira e a devassidão moral instaladas nos seus próprios umbigos? Como é que fica a logica das leis e a robustez ética dos valores morais mais perenes? E a sua coerência? Só observam, mas aceitam? Brincam de jogar para baixo do tapete? A cadeia só vale para os outros? Imoral é o vizinho? Ladrão é o camelô da esquina?
O Papa Francisco com a palavra,Einstein já falou o que tinha que falar e nós?



OS DOENTES VESTEM LONDRES.


                                                 
             

Não sou movido pela cegueira social dos politicamente corretos e sem nenhuma pretensão de esconder a verdade - a minha verdade - me impor a hipócrita abstenção de  correlacionar fatos perturbadores desta nossa sociedade que adoeceu.
Uma sociedade que adoeceu pela obsessão paranoica da aquisição dos bens de consumo.
Estes novos e verdadeiros vodus ambulantes que surtam nesta materialidade que lhes entortam o caráter e suas dignidades. Porém, o fazem, não sem antes  elegerem seus intelectuais paradigmáticos e que por conveniência continuam acreditando na frase de efeito de Nietzsche: Deus está morto!
Livres e exorcizados,finalmente da mão pesada divina,  avançam então a qualquer preço, sem pejo nem pudor, trocando seus parcos valores éticos por muito mais do aquelas trinta malditas moedas bíblicas.
O deslumbramento pelo fausto, a festança dos milhões vindo à tona como ouro de aluvião na suruba financeira fruto do roubo e da corrupção lhes incendeiam as cabeças  e apontam como o norte a ser perseguido, a qualquer custo, pelas suas bússolas existenciais.
Apesar da  duvidosa realização na prática, alguns muitos concretizam suas doentias paranoias nos sonhos gerados pela queima daquele cigarrinho da erva fedida do capeta ou no efêmero e falso brilho enfiando nariz a dentro o tal pozinho branquinho tão aparentemente puro, mas na realidade ensopado pelo sangue do trafico. Trafico que o consumidor é o responsável e mantem.
Danem-se as evidencias eles querem é mais!
São os modernos vodus das bocas secas e vagas lembranças entre outros sintomas clássicos comportamentais de anomalias psíquicas.
Nesta sociedade combalida a injustiça social para os novos nazifascistas é apenas criação de alguns socialistas de fachada e suas ideologias despropositadas que não encontram na pratica nenhuma evidencia para suas utopias, apesar das chocantes imagens das síndrome distrofica pluricarencial das crianças africanas, murchando em vida, pela absoluta falta de alimentação, seus crânios e barrigas enormes com membros atrofiados e a proliferação de uma fome endêmica por todas as partes do mundo!
Mas o que importa? Deus já está morto, caminho aberto e conveniente para o holocausto.
Os mórbidos, desvairados e inconsequentes doentes sociais querem, precisam e por isso optam pela esquizofrênica fuga da realidade,no sonho televisivo daquele casamento do príncipe Harry e sua bombástica festança para a amada americana negra Meghan.
Aquilo sim é justiça social!
Na carruagem que passeia pela cidade de Windsor a população sabe que o reinado da Inglaterra paga  muito caro por aquela fanfarronice com o dinheiro fácil e surrupiado das minas de ouro da Africa do sul e muito antes, pela pilhagem dos sete mares, empreitada que coube ao comandante pirata Francis Drake contratado pela rainha Isabel I sobre a qual pousava a rica coroa, que o nomeou seu ladrão particular para encher de ouro os castelos dela e dos seus amigos mais íntimos, tipo cala-boca oficial. Igualzinho, hoje em dia!
Mas a patuscada, poderia ser também financiada com o dinheiro sujo da falência criminosa de um banco, a bancarrota planejada de uma empresa ou do achaque descarado aos cofres públicos de uma nação, afinal a roubalheira é sempre muito criativa e em cada país adapta-se da melhor forma possível, para a plena eficácia das suas patifarias.
A mágica visão que fica é a satisfação da rainha caduca e aquelas imagens definitivas da festança daqueles que nunca trabalharam mas ostentam a riqueza usurpada, dos que já encontraram a feijoada pronta e só a comem e daquela horda de ansiosos agregados do séquito que se segue ao saque , com seus pratos estendidos e ávidos por algumas migalhas daquele banquete espúrio. O golpe do baú!
Desfilam os chapéus de gala tipo disco-voador ou as fardas pomposas nas quais cada estrela , cada quinquilharia e bugiganga dependurada tem o nome de uma vida sacrificada que hoje já virou estrela neste céu da iniquidade e mortandade dos inocentes.
Pouco importa, pois a qualquer custo ou arranjo os deslumbrados e sociopatas vão querer também o seu príncipe ou a sua princesa.
Então, vestem Londres.

RECADO PARA ADRIANA.



                                                           



Hoje você é filha, amanhã se Deus quiser mãe, depois avó e certamente, eu em outro plano espiritual que não este do planeta Terra,vou torcer para que sejas bisavó. Nunca lhe conheci pessoalmente, obra do esconde -esconde da sua velha mãe,porém tenho suas fotos:Você é linda! Uma nesga de sol aloirado num cair de tarde que faz o crepúsculo sentir-se maior e pássaros começam a se retirarem um a um, ao som do dedilhar suave e melodioso de um piano. Então o aloirado céu despenca e vem a noite.Agora você é lua e cheia, lua encantada de esperanças,fantasias, olhando para o futuro,buscando o amor!
Este velho já teve sua idade e aquela velha mãe também. Não sou seu pai, padastro nunca quis ser, afinal, quem tem mãe como a sua só precisa de ar puro,uma chuvinha fraca que deixa cheiro no mato, muitas flores variadas de cores e perfumes que a rodeie e um amor, afinal ninguém é de ferro!Meu amor pela sua velha mãe começou quando senti que ao lembrar dela eu renascia,a vida pulsava, os olhos incendiavam e meus sessenta e tais anos retrocediam para vinte e poucos. É verdade! Minha vitalidade me surpreendia e nunca mais e durante muitos anos, consegui achar aqueles tais problemas que eu os tinha antes de conhecer sua velha mãe. Sempre quis ver sua velha mãe bonita,vestida bonita, sorrindo bonita, queria que todos a vissem bonita. Contradições à parte , afinal quando conseguia, sentia ciúmes, mas um ciúme comportado que se apagava, tal qual a chama de uma vela que se extingue , cansada e exausta de si mesma. A autoria desta frase eu, e sua velha mãe , jamais descobrimos, então nos apropriamos nós mesmos da autoria como se isto tivesse brotado tal qual brota a ansiedade do sorriso de uma criança banguela e aflita em morder a ponta do queixo da mãe. Sua velha mãe sempre disse que nunca a amei e sim, tinha me habituado a ela, acomodado a ela e outras perversidades filosóficas-afetivas que tenho a certeza nem ela nunca acreditou. É muito difícil gostar da sua mãe sabe? Lógico que sabe , você mesma disse isso. Só esqueceu de complementar que é esta dificuldade que a torna única, desejável, insubstituível, intrigante ,dissociada da mesmice e assemelhada ao bambu que enverga mas não quebra. E quando ventava era ali que eu embalançava minha eterna criança que sempre cultivei dentro de mim. Sinto que enfraqueço agora a cada  mês,viver sem sua velha mãe  me fez caduco e rabugento,vieram muitas manias e uma sensação terrível de que o marasmo existencial chegou. Sendo assim estou pretendendo me desfazer dele e para isso, tenho que desfazer de mim. Então quando eu for terra, tornar-me humo, fertilizarei lá no céu o útero exausto que arrancaram dela aqui neste planeta. E tenha absoluta certeza que você e ela assistirão daqui debaixo o nascimento de um ser maravilhoso que estará eternamente entre vocês duas, abraçado a vocês duas, respeitando vocês duas e  este será o melhor momento para que eu possa encontrar a paz que, por aqui por bobageiras andei perdendo. E onde eu estiver, ficarei de ouvidos atentos esperando que alguém que você conheça possa cantar para o mundo a verdade musical que sua velha mãe sempre me inspirou: Always on my mind!
Ficamos assim, Adriana?

EMOÇÕES GRAVADAS.





Continuo luta insana e abrindo a Caixa de Pandora deixando escapar todas as maldades do mundo e tentando segurar apenas a esperança. Esperança de What a difference a Day made consciente de que aquela diferença que cairá sobre nós das pequenas vinte e quatro horas seguinte serão libertadoras e irão superar até mesmo  a estrada escura e abandonada contra a qual me insubordino negando-me a hipótese de sermos todos nós apenas prisioneiros e por nossa conta deste Hotel Califórnia indesejável que, no momento, cobra muito caro para hospedar nossa imerecida infelicidade.
Com humildade reconheço que me sinto responsável por ter feito do meu jeito, agora com os devidos arrependimentos, atos impensados nos quais mordia mais do que podia mastigar, mas pensava, afinal para que serve um homem senão ser ele mesmo? E do meu jeito, determinado e fazendo o que eu acreditava ser a única verdade ia recriando as verdades de My Way.
Uma coisa é certa, você sempre esteve em minha mente e pedir-lhe mais uma chance para lhe manter satisfeita, reconhecendo que eu não a tenha tratado tão bem quanto você merecia é fazer os pedidos expressos nos conteúdos manifestos dos sonhos contidos em Always on my mind.
Imagine agora em replay, nós e todas as pessoas vivendo para a paz e você poderá imaginar que sou apenas um sonhador sim, tentando acabar com todos os infernos abaixo de nós, acreditando que apenas o paraíso é possível, foi assim possível, em Imagine.
Reconheço que agora ando devagar porque já tive pressa, e quero seu sorriso porque já chorei demais, afinal é preciso amor para poder pulsar a nossa história e continuar Tocando em frente.
Com absoluta certeza esqueci-me de milhões de outras razões para tentar como um colibri sugar de ti o que ainda resta do néctar mágico da felicidade de nossas vidas,antídoto para minha morte sem dignidade,por nada e sem razão maior.
Lembra-se que há pouco lhe contei sobre um pássaro que todos diziam que estava morto e o apanhei na garagem de onde eu morava? Lembra? E que ele no dia seguinte tinha voado?
Era um Colibri.

DOIS CORPOS NUM SÓ!

                                                       
É como fosse um corpo só,desenhado no desejo de quem ama de ser único apesar de dois.
O que sente um corpo o outro responde.
O que dói num corpo dói no outro.
Não há jeito de anular estas sensações que avançam e sabemos serem do outro, mas na verdade o outro, somos nós que amamos aquele outro.
Que armadilhas este tal do amor nos arma.
Anda e desanda na lógica formal das coisas, Cartesianas rígidas, contrariando princípios de todas as ordens, matizes, referencias ou significados.
Amor que endoida, faz ficar bom, acerta e erra sem saber e querer, não olha para lugar nenhum além de só um rosto, olhos, sorrisos, boca.
Boca que se abre e beija,aproxima-se e afasta-se,gruda,desgruda,abençoa e critica, mas a boca que mais gostamos: Morde!
Olhos que tudo vêem e de soslaio recriminam, abertos e lacrimejantes se emocionam, cerrados e franzidos nem querem ver o que lhes causaria dor, como a dor que o outro sente.
São dois um só. É um que ficou múltiplo, mas dividido em tantas vontades de estar colocado e dentro, não suporta a ideia de serem dois e, se admite, não entende e se entende, não quer e, quando dois não querem ninguém deixa de ser um só.
Sofrimento do outro que sofre na gente, dores de qualquer natureza e etiologia que começa lá e termina aqui dentro do nosso coração.
Ser dois num só é o que dá!
Mas, como desvencilharmos desta predestinação mágica de sermos um e termos tudo de dois?
Beco sem a saída, estrada enfeitada de montanhas e todas parecidas como se fossem todas, uma só, também.
Cheiro de mato, cor de vazio, sentimento de estarmos agora um só e nem ligarmos para tantos braços e pernas que, contrariam esta fantasia mais forte.
Não sinta o mal, ele ressoa dentro de mim, não tenha dor de nada, dor de nada eu não sentiria em lugar nenhum,também.
Não tem jeito,o que em você existe,existe como projeção em mim e aquilo que em você ferve, queima na minha pele.
Se fosse possível pedir alguma coisa hoje eu pediria que, você nunca sofresse, afinal se é para eu sentir que, seja direto, reto e sem desvios, logo em mim.
E se eu vou sofrer mesmo com o seu sofrimento, então porque não sofrer logo eu sozinho,no seu lugar!
Queria que fosse assim!

ENSINANDO AO MUNDO.



                                                            

Eu pensei em aprender com o mundo, mas de tanto vê-lo minguado de valores decidi que vou inverter a ordem natural das coisas e agora vou ensinar ao tal mundo, aos meus olhos desmoralizado! Ensinar a pobre mulher que matou aquela criança no aborto irresponsável, última tentativa de fazer alguma coisa na hipótese extrema de já não ter mais nada para fazer e que  agora vestindo branco e caminhando com empáfia e comodamente na orla marítima ,sem ser identificada e pelas ruas, gritando até a jugular quase implodir: Pela vida, pela vida, pela vida!!! 
Não julguemos aquela dona assassina, todos nós sabemos que o mundo foi pior do que ela. Foi ,é e  por quanto tempo continuará sendo!Afinal,quando ela expôs suas vísceras ao derradeiro veneno que iria transformar um ser humano que guardava no ventre, poderia ter morrido com o feto agora inerte e quem mata podendo morrer, serve sim, as razões que não obedecem a menor lógica existencial, desprovida de ética, cuspindo na cara de um mundo que a fez tão sórdido como ela é! Vou ensinar ao mundo que, se prendo o canalha que tirou da boca do velho o ultimo pão e negou a ele um gole do remédio panacéia para todos os males de um hospital publico, pois, saqueou, arrobou com dinamite eficaz os cofres frouxos existentes por perto  e o que tinha por perto para saquear.O mundo tirou do velho a vida, o mundo fez de conta que nem tinha policia por perto, então, levem mais ,levem tudo e o último a sair  não perca a viagem e acerte vários tiros na cabeça do transeunte abobalhado no lugar errado , na hora errada olhando para onde deveria tapar os olhos.Não vejam nada o mundo já não tem mais nada para ensinar a ninguém , só resta a todos nós ensinarmos ao mundo.Quem acorda muito cedo, muito trabalha, sem descanso nem no final dos dias do merecido descanso é a matriz do babaca deste mundo dos endinheirados  que jamais trabalham - apesar de quem rouba muitas das vezes ter um trabalho filho da puta! Acordar para trabalhar, ensinou o mundo prisca era , hoje conhecemos que o mundo errado precisa ser aquilo que vamos lhe ensinar.Ensinar ao mundo que hoje mudou tudo, só não mudou até agora o momento da morte, sombrio ,sofrido, dilacerante, amargo, cercado e entulhado de fios e tubos narinas e anus a dentro, verdadeiro filme de terror daquele ser que nem vai poder levar uma safada de uma moeda que tirou de mim , de você e de todos! Isso ainda não podemos ensinar ao mundo, isso ainda é o mundo que nos reserva o segredo da... morte. E quando vem? Até lá brinquemos de assaltantes, canalhas, traficantes, milionários ou pobres, cafetinas e cafetões, traidores ou fiéis, mas fiéis a quem? 
Outra coisa que o  mundo nos ensinou que, nem tem mais valor nas gavetas mais recentes da contemporânea e politicamente correta vida de todos nós  é vestirmos aquela fantasia de ignóbeis, safados e pústulas aproveitadores até de uma cadeira de rodas que sem dono na rua dos atropelados, nos compele a levá-la para casa, afinal o mundo não nos ensinou a respeitar nem mesmo aos capengas e manetas a não ser em Olimpíadas de superação mágica que emissoras de televisão lucram muito, exibindo voleibol dos sem-braços, basquetebol dos sem pernas e futebol dos cegos numa macabra hipocrisia  generalizada.
Dando lucro, vamos em frente, em frente até o dia no qual um imenso tumor lhe explode na cabeça.
Em nome de Deus!


DAS NOSSAS DORES


                                                                                   
A sua dor em mim é muito maior, pois, reverbera em ecos lancinantes que golpeiam e atordoam minha capacidade menor de absorver estes impactos.
Na vida preparei-me para quase tudo, mas, os seus sofrimentos, mesmo que eventuais, nunca estiveram na minha agenda de cursos preparatórios para enfrenta-los.
Lamento: Quer que eu minta?
Acho que sofrer junto com você é a forma que tenho encontrado para não ficar como um ser parasitário em admiração contemplativa e inútil, enquanto suas vísceras se contorcem.
Ver a quem se ama sofrer é muito mais do que a expiação de todos os nossos pecados cometidos, aqueles ainda em curso e os que,com certeza, iremos cometer no futuro, como ser humano falível, fraco, com pouca resistência e sem nenhuma vocação para super-herói.
É como se eu estivesse no Alasca cara a cara com um urso negro raivoso sem nenhuma arma para defender-me ou então quisesse ficar rico garimpando o ouro do solo sem nenhum maquinário próprio.
Assim é como me sinto: Inapropriado para conviver com a sua dor!
Tudo em volta perde o brilho, a graça, as formas se embaralham, o horizonte vem para cima da minha cabeça e a sua linha vira arame farpado que penetra em cada parte exposta da minha cabeça.
Dar assim para imaginar, sem a menor possibilidade real de comparação, como Cristo sofreu, pois o fazia pela humanidade!
Mas, também,quando um ser passa a ter a dimensão de uma autentica universalidade e representa uma vida dentro da nossa própria vida, fica menos difícil entender as razões pelas quais alguns fundamentalistas religiosos em holocausto, doam as suas próprias vidas por outras vidas.
Seus momentos de dor doem superlativamente em mim e acho que é este sentimento de acompanhamento, solidariedade e cumplicidade que me faz esperar pelo sol que brilhará depois de turvas e indesejáveis tempestades.
E o céu voltará a ser azul, cor deste seu menino!
Vai dar, sim, para ver você bonita de menina cor- de- rosa, expondo para quem tiver dúvida de que o amor é a única forma de absoluta possibilidade de superação de todas as dores.
Das suas e das minhas.

ACABOU.




                                                                        

Vou descer por aqui! Fim da linha. Que pena! Sei que a saudade vai bater firme e os ventos  nas noites insones irão perturbar durante muito tempo.
Mas você é testemunha que eu tentei.Você também.Não é culpa de ninguém.Coisas de amor são assim mesmo, apagam-se tal qual a chama de uma vela cansada e exausta de si mesma.Evaporam no ar tal qual água fervendo e cada vez mais aquecida,aquecida, aquecida...
Ficará o seu olhar, ficarão as lembranças das mãos dadas, abraços demorados e beijos que pareciam nos levar para muito perto das nuvens!
Lamento! Se pudesse prolongaria mais um pouco, fazer de contas que estava tudo bem,esquecer as constantes indas e vindas do nosso relacionamento, acho que faria. Mas, acabou.Não sei sobre o futuro, pois acostumei a viver tão intensamente o presente que nunca pensei num futuro sem você.Acho que vai ser amargo,difícil de digerir.empurrar goela à dentro da minha existência,afinal uma perda jamais pensada!
Porém, não posso ser egoísta.Sinto que nossos encontros viraram pura rotina,falta alegria entre nós, novidades para conversar,não posso impedir que você seja feliz.
Realmente, veja nesta separação a minha maior declaração de amor a você, na qual eu abro mão de tudo pensando nas novas possibilidades que você certamente encontrará para ocupar o seu coração.
Seja feliz!

ASSEDIO SEXUAL.


                                                                 
   


                                                                                               Esopo (séc. VI a.C) foi um fabulista grego, que teria vivido na época da idade antiga. Sua existência não foi comprovada por nenhum documento histórico. Foi o criador do gênero fábula.

A MALDIÇÃO DOS 6%.


                                                                             

                                                         (Popularidade(?) do Temer)

-Se seu médico lhe dissesse que suas chances de ficar com o pênis erecto numa relação sexual, você arriscaria?

-Se ao visitar a obra da nova casa que você está fazendo o seu engenheiro afirmasse que a possibilidade dela não desmoronar seria de 6%, mesmo assim você continuaria a fazê-la?

-Quando 74% dos seus melhores amigos informassem que você é corno e que a sua mulher dá mais do que chuchu na serra, mesmo assim você continuaria com ela? Preferiria acreditar nos restantes 6%?

-Quando você vai viajar com a família no final do ano e o seu fiel e amigo mecânico lhe garante que você não teria mais do que 6% de oportunidades de chegar ao destino, você iria assim mesmo colocando em risco a vida da sua família?

-Você vive com uma mulher faz mais de 30 anos e ela afirma que hoje só gosta de você no máximo 6% do que quando casaram! Você ouve isso e continua querendo trocar o carro dela por um zero quilometro?

- Esse tal de MARUM novo homem forte do Temer tem mais do que 6% de aceitação do povo brasileiro?

-Se a Sra do governador Sergio Cabral doasse 6% das joias que o foram roubadas a um hospital público,existe duvida de que ele seria o hospital mais bem equipado do mundo? Sim, do MUNDO?

-Quando você é muito gordinho e passa a comer 6% de uma refeição de 6 em  6 minutos ,acredita que vai emagrecer, mesmo?

-Quando o seu marido , por ano, faz somente 6% de relações relações sexuais com você, será que você resistiria àquele seu Personal Training da academia?

Gente , 6% de popularidade é sinônimo do cocô do cavalo do BANDIDO!!!

Se é que me fiz entender.

E ainda tem a pretensão de reformar o país? Em nome destes 6% de brasileiros que apoiam o governo?

Com que autoridade politica e moral?




FELIZ, FELIZ, FELIZ NATAL MESMO!!!



A TODOS VOCÊS AMIGOS DE TANTOS ANOS OU MAIS RECENTES:



FELIZ NATAL.

QUE JESUS CRISTO OS ILUMINE!!!

                                 

PARECE UM PAPO CARETA...





O que distingue o ser humano dos animais irracionais é a sua capacidade de fazer cultura, palavra mágica que simboliza todo o diferencial entre nós e a as outras especies vivas do planeta.E  cultura é a capacidade que adquiriu o ser humano de transformar o meio onde vive para sua melhor adaptabilidade.Se olharmos ao nosso redor veremos que tudo é parte da cultura humana exceptuando-se a natureza.Um lápis, um computador,o avião,a estação espacial,a geladeira,fogão,nossas casas entre outros são transformações materiais que o ser humano provocou no meio onde vive para sobreviver mais, melhor, e com adaptabilidade ótima.A cultura material no entanto, não é a totalidade da cultura humana pois, a cultura imaterial também foi criação humana e representa a nossa transformação de muitos traços e elementos culturais subjetivos para que possamos conviver com mais efetividade e segurança  e seriam os valores morais,éticos, religiosos e políticos. São parte integrante da cultura imaterial humana, criadas para intermediarem e fortalecerem o relacionamento social, ajudarem no Controle Social dos grupamentos, evitando-se assim uma desordem irremediável.O que se vê hoje no mundo é que este Controle Social perde força perante os grupamentos humanos pois, vivemos uma crise de lideranças em todos os  setores .O Papa Francisco é certamente, uma bela exceção que vem corroborar a regra.O descrédito dos grupamentos humanos nas lideranças atuais no mundo desacreditam e fortalecem para que toda sorte de injustiças e desigualdades sociais se perpetuem.Recente pesquisa da Oxfam uma organização internacional independente criada em 1942 demostrou através de pesquisa que 6 (seis) brasileiros os mais ricos do país concentram juntos a riqueza equivalente a de 100 milhões ( metade da população do país) dos mais pobres do Brasil. Esta desigualdade social gera incrível distorção na credibilidade da nação quanto ao fato de procurarmos vencer cada dia mais dificilmente nossos objetivos de vivermos com dignidade. As ideologias políticas fazem parte da cultura imaterial da sociedade assim como os sistemas econômicos os quais as nações optam, como socialismo, capitalismo entre outros.Os regímens políticos são os democráticos , comunistas e autoritários - e aqui não podemos confundir regime político com regime econômico adotados pela nações, pois temos vários países no mundo que já optaram por uma ideologia política democrática e um regime econômico socialista que são as modernas sociais-democracias hoje existentes. O ser humano é uma criação divina maravilhosa e se compararmos a idade do planeta Terra com a chegada do ser humano por aqui, relacionando este espaço de tempo às 24 (vinte e quatro horas) de um dia, nós teríamos chegado no último segundo destas vinte e quatro horas e apesar de sermos os animais mais retardatários fomos aqueles que maior capacidade de desenvolvimento obtivemos graças a nossa capacidade de fazer cultura. No entanto,parece que este desenvolvimento precisa ser revisado pela humanidade nos seus conceitos mais essenciais como os valores da cultura imaterial de honra e dignidade.Parece um papo careta, mas quando você se queixa que não temos seguridade social, hospitais, empregos, educação,alimentação,habitação e tantas outros serviços essenciais à nossa sobrevivência, tenha a certeza de que você foi enganado, por vezes roubado e por outras tantas vezes deixou-se ser passado para trás por comodismo ou ignorância.
É obrigação de todos nós lutarmos pela diminuição das desigualdades e injustiças sociais, afinal merecemos ou não o pomposo titulo de Ser humano entre os demais animais irracionais viventes neste planeta?
A matéria exige  livros e mais livros para descrevê-la, mas espero ter iniciado humildemente minha função de acender um fósforo já que não posso iluminar o mundo como um sol.
Mas todos juntos poderemos!