O PIOR DE TUDO.

No amor , o pior de tudo é quando perdemos a espontaneidade,os atos ficam protocolares, as ações medidas e repensadas numa fatal fita métrica,onde cada centimetro de palavra proferida pode gerar metros de discórdias e incompreensões.
Fica muito chato isso tudo!
A gente passa a se sentir estranho,pouco íntimos e distantes ,como se nunca tivessemos rolado na cama de forma despudorada , animal, sem freios,detonando e implodindo gozos fruto de explícitas contravenções morais de luxúrias da carne e contaminada pela necessidade incontida de sermos transgressores amantes.
As incertezas passam a marcar então, todos os instantes, isso que era aquilo, fica com jeito de ser aquilo outro,as bocas não se abrem mais em nenhum gesto autêntico que antes procurvam o que morder, beijar,sugar e os lábios que ficavam gelados e tremiam de tesão quando dos corpos grudados escorriam suores do calor de peles que se roçavam, na dança de ventre com ventre,agora expõem um indesejável sorriso amarelo,contido e quase falso.
Ficou tudo muito pior e o pior de tudo são aquelas atitudes cansadas e meramente protocolares,tipo:
-Primeiro você..
-Não ,você primeiro...
-Bem,se você quiser..
-Mas , e você não quer?
-Sei lá ,tanto faz!
Rola uma lágrima no seu rosto, e depois tantas outras lágrimas imensas e incontidas que encharcam o travesseiro, e para não parecer um estupro,levanto depressa, me visto e bato a porta para nunca mais voltar.


17 comentários:

  1. Assim; desse jeito fica mesmo muito chato, ora!

    Então o melhor é bater a porta sem encharcar travesseiros: a fila anda.
    Que falta de romantismo "a minha .
    To fria.
    sem certeza; chAta!
    é isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é GRAZIELA,

      às vêzes ficamos assim:Frieza, chatice,sem nenhum romantismo...

      Mas escuta:Buscar romantismo onde? Se ficou longe,se a fonte sumiu no horizonte,buscar onde?

      Muito chato e que bom a fila andou!!!

      Um abração carioca, minha conterrânea.

      Excluir
  2. Olá paulo!!

    Excelente texto!!!

    Parabéns pelo trabalho!!

    Siga em frente!!

    Um abraço do Vieira

    ResponderExcluir
  3. Vieira,

    vindo de você é muito mais do que aprovação de um texto.

    È um carimbo de autorização no meu passaporte, nesta alfândega que libera minhas malas de dúvidas e intenções,para continuar mesmo!

    Obrigado Vieira e um abração carioca.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia

    Passando para visitar vc e como sempre admirar suas postagens.

    Estou esperando vc no meu cantinho

    bjs

    Selma

    ResponderExcluir
  5. oI SELMA,

    obrigado e espero tenha gostado desta.

    Sem dúvida, que vou correndo para o seu cantinho.

    Sempre fiquei muito à voltade nele.

    Quer que eu minta?

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  6. Isso acontece quando não faz mais sentido estar junto. O melhor é realmente bater a porta e, de preferência, não voltar mais mesmo!

    É isso, Paulo! A fila... anda ou corre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é AUDREY,

      e o "Pior de tudo" é que quando nós somos obrigados a fechar uma porta que durante tanto tempo desejamos que isso jamais acontecesse!

      Porém...

      Um abração carioca.

      Excluir
  7. Boa tarde amigo, vim agradecer sua presença lá no meu recanto. muito obrigada!
    tenha uma linda tarde abraço
    Maria Alice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Alice,

      é sempre com muito prazer que a visito.

      Tudo de bom, pra vc também.

      Um abração carioca.

      Excluir
  8. É verdade... Tantas lágrimas roladas, tantos gestos mecânicos, tantas palavras não ditas e por fim tantos toques que nao deveriam tocar...
    Lindo isso Paulo [dolorido o texto mas lindo na maneira de se expressar]
    E não é que vc ainda fala sério?? Pensei que não houvesse mais...
    bjks doces.
    PS: Merdas de letrinhas que ja me fizeram digitar 3 vezes, só voltei pra reclamar e tentar de novo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marly,

      pois é, estou estudando a possibilidade de me livrar destas letrinhas.

      Estou lhe mndando, um email.

      Um abração carioca.

      Excluir
  9. Confesso-lhe, fui tentar falar alguma coisa neste meu comentário e me anexei - sem saber como - nas possibilidades de um Orkut, Facebook etc ... como me arranco de lá? SOS... kkkk
    ....................................................
    Compartilhei o texto de táo real...verdadeiro, porém, triste sim, no meu facebook... por aqui, já ficou complicado.
    Gostei demais da forma como se expressa Paulo e mais ainda com as palavras ditas e náo deixadas no ar quando o assunto é desta área intima entre homem/mulher.
    Parabéns... náo deixa de ser um grito do amor em dor!
    Miriam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI MIRIAM.

      "um grito do amor em dor",poxa nem esperava por essa.

      Reli meu próprio texto e reconheço que sua expressão é a prova maior de que quem tem sensibilidade,como todos que me seguem,interpretação com absoluta exatidão, meus sentimentos.

      E quer saber?

      Assim, sinto-me menos constrangido.

      Quer que eu minta?

      Um abração carioca.

      Excluir
  10. Muitas vezes, o tempo é cruel. Infelizmente, é impossível consertar o que está despedaçado.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Pois é HELENA,

    nem dá mais prá juntar os caquinhos, na maioria das vezes!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir