EU SEMPRE LEMBRO TAMBÉM...



A Noite de Natal só será triste se você idealizá-la como  a pancéia para todos os seus conflitos atuais e, poderá ter momentos de depressão ,caso espere que, pela sua janela, certamente entre um príncipe encantado ou uma fada madrinha.
Se, infelizmente, estiver sofrendo e de forma crônica com qualquer doença indesejável e apostar todas as suas fichas que, com absoluta certeza, naquela mágica noite um milagre acontecerá, poderá sentir-se irremediavelmente , frustrado no dia seguinte.
Aquela relação familiar desastrosa com parentes indesejáveis os quais, sempre lhe trouxeram momentos de desequilíbrios e desentendimentos gratuitos, poderá não ser obrigatoriamente, solucionada, após a ingestão da terceira rabanada na ceia de Natal.
Seria muito otimismo!
Idealizações desmedidas, podem levar quem as faz , ao chão de um tombo indesejável e de maneira muito desastrosa, afinal, nada que nos é exterior precisa de forma mecânica e infalível, corresponder aos nossos anseios internos.
Porém, você terá todo o direito de num expressivo momento de desespero de causa, pensar como o famoso dramaturgo brasileiro Nelson Rodrigues, quando dizia de forma sarcástica e debochada que:
“Se os meus fatos não corresponderem à realidade então, que se dane esta tal da realidade.”
Na vida sempre que pretendemos receber mais do que dar, lucrar mais do que dividir, capitalizar mais do que socializar, certamente o saldo destas ações egoístas e explícitas, apontarão para débitos e sempre recorrentes, em nossa conta-corrente existencial.
Por aqui, eu irei seguindo as lições daquele que nasceu neste dia e mudou a cara da humanidade, deu-nos lições definitivas e sempre de maneira bem simples, sem nenhuma intenção de parecer melhor do que nenhum de nós, porque sempre acreditou que, o próximo deveria ser amado como, nos amamos a nós mesmos.
 Eu sempre lembro também, que é do nosso caos interno que nascem as estrelas.

10 comentários:

  1. Pois é, as velas e sinos, as mensagens coladas-copiadas não poderão fazer nadinha. O sujeito é quem tem que fazer qualquer coisa pra facilitar a baceira que é a própria vida.

    Bela reflexão.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. MILENE,

    como vê , continuamos a ser o sujeito das nossas próprias histórias.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  3. Vivi meus dias fazendo o que queria, não me importando com o que os outros iam pensar, fiz tudo com amor, garra e bastante intensidade, sempre esperando o melhor, respeitei e fui respeitada, amei e fui e sou amada e aqueles para quem não signifiquei muito... sinto por ele, não fui eu quem perdi. Procurei ser uma boa filha (para o Pai do céu) e pelo que tenho recebi, acredito que estou no caminho certo. Termino o ano feliz, sem reclamações e so com muitos agradecimentos. Feliz Natal meu querido e como sempre sua postagem está excelente.

    ResponderExcluir
  4. Nádia,

    um FELIZ TUDO prá você!!!

    Abração carioca.

    ResponderExcluir
  5. Prezado amigo
    Vim agradecer sua presença amiga lá no meu recanto.
    Eu vim também lhe oferecer dois selinhos, um de 700 seguidores e o outro com os votos de Feliz Natal.
    http://www.mariaalicecerqueira.com/
    Abraço fraterno.
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  6. MARIA ALICE,

    muito agradecido mesmo!!!

    Um Feliz Tudo pra você e que possamos continuar caminhando juntos!

    Abração carioca.

    ResponderExcluir
  7. puxa! assim vc me mata...rs. vim retribuir um abraço
    e achei gente como a gente.

    ganhei o sábado.

    gracias!

    beijo

    ResponderExcluir
  8. Entre MARGOT,

    a casa é sua e sentiremos muito prazer em ter você entre nós.

    Creia mesmo,aqui somos todos iguais, somos todos um "nós" em cada um e, "gente como a gente"!

    Abração carioca.

    ResponderExcluir
  9. Paulo, que texto encantador e profundo! O significado de Natal vai muito além do que se possa ler num cartão ou mensagem, é o renascimento que está aqui, dentro de cada um de nós, e cuja responsabilidade é de cada um. Desejo boas festas pra ti, com amor e paz. Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. OI BIA,

    "é o renascimento", sem dúvida!

    O resto é troca de presentes, comilanças, enfim!!!

    Bia, agradeço mesmo a generosidade da sua atenção comigo e espero que em 2013, continuemos a caminhar juntos.

    Um Natal, maravilhoso para você, também!

    Abração carioca.

    ResponderExcluir