GRAMÁTICA DO AMOR.


Semântica, é o parte da língua portuguesa que estuda os sentidos das palavras.
Foi  o nó que atou nosso entendimento,sobre todas as mais comuns formas de que, eu sempre atribui a palavra:Respeito .
Este substantivo masculino traduz um sentimento de dispensar a outra pessoa atenção,consideração ou reverência.Sinônimo?Desrespeito, curto e grosso, sem muito a acrescentar, nem os linguistas ousaram.
Mas, quando você começou a rebuscar sua pesquisa,justificando com este aprofundamento a necessidade de  irresponsabilizar-se das suas condutas cotidianas, foi refugiar-se nos Aurelios da vida  para então encontrar as tais provas contundentes de suas ações inadequadas, que a semântica da palavra respeito,não podia acobertar!
Então, encontrou que respeito,pode também, significar obediência,acatamento ou submissão.
Pronto, estava aí declarada guerra a esta pacifica e desejável palavrinha que, antes sustentava nosso relacionamento e que, agora poderia ser usada como escudo,ponto de partida para quebrar a  espinha dorsal de uma convivência, antes respeitosa.
Afinal, submissão é uma conduta intolerável para a nova mulher emergente neste limiar do terceiro milênio.E seu ego se  inflou de brios e estabeleceu trincheiras belicosas, numa guerra desnecessária contra ninguém a não ser você mesma, nas tentativas e agora, de já querer provas gramaticais que, seus desrespeitos continuados, eram apenas arroubos libertários feministas incontestáveis.
Que pena!
Nem precisava se dar a tanto trabalho para encontrar razões que a libertasse da culpa da sua falta de atenção, não ao meu, mais ao nosso amor, afinal somos dois.
E,ao encontrar nos seus alfarrábios o esmiuçamento da palavra respeito, encontrou.
Quem procura, acha!
No entanto, achou e aparentemente, ao ganhar uma batalha de entendimento  perdeu o mais importante, a guerra contra este mundo que, sempre vai conspirar contra aqueles que amam.
E perdeu feio, caiu de quatro, arrebentou-se sem necessidade,  ao vir com bandeiras de luta contestatórias sobre a impossibilidade de submeter-se e com velhos chavões conhecidos tipo: Isso e aquilo, nunca mais!
Porém , se tivesse tido mais acuidade e menos ansiedade nas suas desesperadas tentativas de provar que não estava pisando na bola no nosso relacionamento, teria visto o óbvio, ou seja, que no desenvolvimento das explicações sobre a semântica da palavra respeito, há uma referência à obediência,acatamento ou submissão sim, mas às leis juridicamente, consagradas e constituídas.
Nada com relacionamento afetivo a dois,no amor, pois aí quem desrespeita não é punido pela autoridade,não existe sanção ou castigo de autoridades constituídas  apenas a perda do que este respeito sustenta em todos os casos: A felicidade.
E nos dicionários, procure agora, a semântica da palavra, idiota.

20 comentários:

  1. Paulo, será mesmo que não há sanção para a falta de respeito no amor? A perda da felicidade penso que é a pior pena que alguém pode sofrer. Na minha estrada única e longa tenho descoberto cada vez mais que respeito é tudo e mais um pouco. Na existência dele tudo o mais se estabelece, inclusive o amor. Gosteiiiiiiiiii demaissssssss de ler-te mais uma vez! Gr. Bj.!

    ResponderExcluir
  2. Então CRIS,

    exato seu raciocínio,e fica evidente que, o respeito é confundido com submissão e obediência, o que seria deplorável.

    Minhas razões expostas quer chamar atenção para o fato de que, o respeito sendo mútuo, como seria possível pensar-se que, isto seria uma relação menor e de cima para baixo?

    O amor não sobrevive sem o respeito mútuo e, quem o confunde com relação onde um manda e o outro é mandado, está nos primeiros anos do ensino fundamental afetivo.

    Vai ter ainda que estudar muito.

    Um abração carioca, CRIS!

    ResponderExcluir
  3. falando sério...a ansiedade é o ó! não deixa a pessoa viver no equilíbrio e aproveitar as diversas oportunidades que a vida dá . quando entramos em estados de ansiedade, desequilibramos totalmente a capacidade de criar, de transformar e de propriamente conviver com o novo . a pessoa ansiosa não consegue nem conviver consigo mesmo e está sempre num estado de angústia. sempre está lhe faltando algo. sempre está incompleta, como se a vida lhe devesse ou ela devesse algo à vida. é um estado de pré-ocupação permanente e aí não sobra tempo de viver em harmonia...e muitas vezes cria desconforto e desrespeito na relação...

    ta distribuindo vale DR? (uma provocaçãozinha)

    rs

    um abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MARGOH,

      vale DR...gostei muito do termo.

      Corretíssima, MARGOH ao associar ansiedade à angustia , irmãs siameses de sofrimentos e que criam por vezes obstáculos intransponíveis na afetividade humana.

      Impede sim, a harmonia dos sentidos,a verdadeira paz interior e estão , portanto, abertos os caminhos para o indesejável desrespeito .

      Ao chegar neste estágio, tudo fica muito mais complicado e foge do controle.

      Que pena!

      Um abração carioca.

      Excluir
  4. Olá, Paulo! Na minha opinião, é o respeito que proporciona uma convivência sadia entre as partes. É o alicerce, a base de qualquer relacionamento.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. HELENA,

    nós nunca tivemos dúvida disso,parece normal este nosso entendimento , correto?

    Mas, creia que não é uma visão comum para tantas outras pessoas, apesar de parecer a nós, estranho.

    É isso!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  6. Realmente existe a diferença entre o respeito das leis e de um relacionamento, sem dúvida sem respeito nem há relacionamento...parabéns..gostei do seu espaço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Sensibilidade a navegar com poesias

      Como fico satisfeito por você ter compreendido exatamente, o que eu mesmo pensei não ter me expressado de forma adequada, destes dois enfoques distintos em relação,ao respeito.

      Estou absolvido!

      Um abração carioca.

      Excluir
  7. Respostas
    1. MINA CARA,

      é o efeito bumerangue.

      Um abração carioca.

      Excluir
  8. Menino Paulo, a compreensão da semântica é muito mais complexa que se possa imaginar. Respeito é necessário em todos os sentidos e em todas as situações. E falta dele deve ser combatida e repelida da mesma forma. Respeito e direito são aliados e, muitas das vezes, paralelos, mas, acima de tudo, necessário. O respeito é a base da relação entre pessoas, sejam amigos, conhecidos, namorados, companheiros... seja qual for a relação. Penso que caiba sansão sim quando há falta de respeito em uma relação a dois. A sansão é a perda, não apenas da felicidade, mas de tudo que envolve a relação. Ela simplesmente deixa de existir.
    Muitas das vezes, Paulo, se comete o erro de desrespeitar uma relação sem querer (acredite! Isso acontece). Nem todos entendem a relação da mesma forma e, sem perceber, invade o espaço do outro e não se dá conta, talvez por considerar o espaço como único. Não! O espaço não é único! Cada um tem o seu e deve ser respeitado em todas as formas.
    Equilíbrio talvez pudesse ser a palavra mais adequada para a “Maria Bonita” buscar no dicionário e não idiota! De acordo com a “semântica” idiota tem um significado ignorado por muito (sei que não por você). Idiota é menor grau de QI. Não acredito que “Maria Bonita” não tivesse QI, afinal, de alguma forma o seduziu. O que falta ou faltou tem outro nome: equilíbrio.
    Desculpa, mas não resisti! E, apesar de você estar “FALANDO SÉRIO”, não consegui, por mais que tenha me esforçado, levar a sério a sua DR.

    Deixo aqui o desejo de um 2013 repleto de sonhos, realizações e equilíbrio pra você, pra ela, pra mim, para todos nós! Amém?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AUDREY,

      volto a insistir que , o "barato" de qualquer texto é o leitor imaginar se é ficção ou realidade,fato que existiu ou que brotou de uma cabeça acostumada a ter que escrever, por fazer bem em qualquer circunstância, e seja qual for o enrêdo.

      Sempre acho que quando os meus textos parecem verdadeiros, eu fico mais feliz do que pinto no lixo, pois afinal,eu consegui me enganar,e a todos, ou eu tive a força de narrar minhas verdades?

      Esse é o mistério deste e de todos os textos que eu coloco em meus blogues.

      Um abração carioca, minha conterrânea.

      Excluir
  9. Nenhum relacionamento sem respeito sobrevivi... respeito é a base de tudo. Maravilhoso texto Paulo querido. Bjinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÁDIA,

      um excelente final de semana pra você e salpicado de respeito por todos os dias.

      Combinado?

      Um abração carioca.

      Excluir
  10. O Paulo,

    Tudo bem? Penso que sem respeito qualquer relação sufoca. Então não penso em submissão ou resignação, mas na lógica perfeita do saber viver a dois. Não seis e existe a gramática do amor, mas sei que certos verbo quando exagerados levam uma patologia ou quem sabe esquizofrenia.

    Beijos e adore

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LUCIANA,

      e quando sufoca está aberta a UTI do fim do amor.

      Um abração carioca.

      Excluir
  11. Oi, Paulo, fechou com maestria seu texto. Sem respeito não é possível cultivar a felicidade, penso que o respeito é condição primordial para sentimentos e laços duradouros. Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Pois é BIA,

    e convenhamos, o desrespeito anda generalizado.

    Como ser feliz se o respeito aos aposentados,segurança, saúde, educação,fiscalização de casas de show -verdadeiros fornos crematórios-transportes urbanos,planos de sáude e outros tantos e infindáveis pontos necrosados desta sociedade de consumo enlouquecida, continuam a nos infelicitar?

    BIA, pelo menos eu tenho lutado por aqui, para que, no relacionamento afetivo entre os que se amam ,possa haver e ser cultivado até as últimas consequências,este respeito indispensável.

    Concorda?

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  13. Amor e respeito: dois remos necessários para que o barco possa seguir em frente. Amar é bom. Melhor ainda, se existir o respeito e a liberdade. Beijos conterrâneo, deixemos a borboleta voar desde que se respeite o seu tempo cativo enquanto lagarta.
    Isso é respeito não é mesmo? rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. APENAS EU,

      é verdade, pois o tempo cativo da borboleta , enquanto lagarta , se for abortado, irá gerar um mostrengo em nada comparavel a beleza de uma metamorfose efetivada e no tempo certo!

      Bem lembrado.

      Um abração carioca.

      Excluir