NOCAUTE.



Não há sol que, ilumine a cavernas profundas que ficam em nós,depois de uma ingratidão que fere e marca feito gado, nosso corpo indefeso, surpreso pego como um olhar de soslaio.
Ninguém está preparado contra a ingratidão e, nem existe antidoto conhecido pois,esta selvageria comportamental,  só ocorre entre aqueles que se confiam mutuamente e depositam confiança extrema portanto,  jamais supõem, numa crença ingênua, que serão alvos do disparo inesperado de tais armas mortais.
Victor Hugo dizia que :  "Os infelizes são ingratos;isto faz parte da infelicidade deles".
Bem , então começamos por aqui, ou seja, eu cometo um ato de desrespeito a terceiros, ignoro tudo que fizeram por mim alheio àquilo que, me amenizou sofrimentos , porque sou infeliz e sendo assim, mais um também terá que ser, farei que outro viva igualmente, o meu  purgatório.
É a mesma história do afogado, que ao tentar salvarmos - e todo profissional desta área sabe disso - ele nos puxa também,para o fundo.
Na infelicidade não existiria nenhuma solidariedade,nada que impeça a contaminação deste vírus cruel,seja pela boca malévola das maledicências , premeditados atos de fofocas ou quem sabe, em práticas dolosas e meticulosamente urdidas em mentes doentias.
É muito vasto o campo no qual a ingratidão pode ser semeada,muito fértil a terra que são escolhidas para a sua reprodução no qual, o sol é usado como combustível do mal e seu calor ao invés de dar vida, queima de forma irrecuperável, extensas lavouras de amizades que jamais terão mais nenhuma colheita.
"A ingratidão provém, com certeza,da impossibilidade do pagamento de uma dívida" diria o escritor Honoré de Balzac em: A Comédia Humana.
Esta é uma obra hercúlea, extensa  e admirável com mais de  noventa e cinco romances nos quais é  retratada a sociedade francesa do século dezenove, muito parecida com todas as outras sociedades, antes e depois daquela sobre a qual, ele escreveu.
Somos todos iguais!
Afinal, humanos de osso , carne e pele até por vezes bronzeadas,  somos todos nós  e, se até as mais colossais rochas sofrem erosões do tempo porque nós não a sofreríamos?
Mas dói e imensamente, isso dói!
A força e o inesperado da violência de uma ingratidão, vinda do lado que menos esperamos é desconcertante.
Nos nocauteia e somos jogados inertes na lona fria dos ringues da vida, sem sabermos sequer o nome do golpe que sofremos e a sua razão, como se aliás, pudêssemos  sentir menos,ou ficarmos menos revoltados, se o golpe fosse menos sujo.
Portanto,nunca é menos pois, sempre nestes casos é muito mais!





21 comentários:

  1. Ingratidão é algo realmente cruel e dói demais. Parabéns pelo texto maravilhoso, Paulo querido, tu é 10+1... bjussss doces.

    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÁDIA,

      esta palavra realmente, faltou no meu texto: Crueldade.

      Agora ele está completo.

      Um abração carioca.

      Excluir
  2. Que você possa construir um caminho
    de alegrias e realizações..
    Ser Feliz.
    E vivendo apaixonadamente e expressando
    com alegria de viver a pessoa especial que você é.
    Sinta a presença de Deus abençoando sua vida
    cada passo de sua caminhada.
    Uma abençoada e feliz semana beijos no coração,Evanir.
    Deixei mimos na postagem .
    Fique a vontade para pegar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI EVANIR,

      você sempre retribuindo com comentários generosos o que, está se tornando uma atitude constante e sem o míninmo de ingratidão seja ela, latente ou manifesta.

      Um abração carioca.

      Excluir
  3. Isso dói mesmo... "E nessa estrada (espero que você ache ) gente doce, límpida, verdadeira e disposta, e que possa topar com luz, desapego e paz."
    Caio Fernando Abreu

    Te dedico a música "Estrela" do Gilberto Gil...Olha o Link dela http://youtu.be/VqVwY5PJNGw

    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande e sábio Caio Fernando Abreu.

      Um abração carioca.

      Excluir
  4. Paulo,
    A infelicidade adoece a alma, todavia creio que deixá-la perecer é uma opção que a pessoa faz. Há gente sim que se não tem autoestima auto, quer que todos à sua volta sintam o mesmo que ela. Será que a ingratidão vem daí? Nunca tinha pensando nisso... Sempre associei mais a falta de caráter.
    Enfim, ingratidão é um dos piores sentimentos que a pessoa pode oferecer para quem lhe estende a mão e o coração. Dói sim, dói como uma chaga aberta e quando vem de quem a gente não espera, aí e chaga latente.
    Que nosso caminhar seja de gratidão, pois dela provêm toda sorte de benção para nós.
    Uma beijoka doce pra vc Paulo, e que Deus coloque em seu caminho pessoas mais gratas, mais sensatas e mais amorosas. E que Ele nos livre da ingratidão, seja em que âmbito da vida for.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é MARLY,

      que bom eu poder ter acrescentado ,mais um pontinho para sua reflexão sobre, a possível origem da ingratidão.

      Obviamente que,o caráter terá sempre papel mediador nisso tudo, também concordo.

      E que seja de gratidão sim, Marly,o nosso caminhar e todos os nossos voos nesta aeronave existencial,com menos solavancos e turbulências e mais pousos suaves em todos os aeroportos que, aterrissarmos ou viermos a decolar.

      Um abração carioca.

      Excluir
  5. Olá Paulo

    O texto está incrível!
    Desta vez vou repetir um trechinho: "A força e o inesperado da violência de uma ingratidão, vinda do lado que menos esperamos é desconcertante." E como! Concordo plenamente que é uma violência de tamanha desconsideraçao. E que nos leva muitas vezes a sermos nocauteados ao passos que nos decepcionamos.

    PS: Meu querido amigo, tenho lido aqui textos com temas super interessantes com esta tua admirável criatividade e clareza ao se expressar. Parabens!
    Este, porém, gostaria de partilhar em nosso ATITUDE com o seu consentimento e devidos créditos, é claro!
    Vou deixar abaixo, o link do marcador pra que voce possa analisar como procedemos, antes de dar a sua resposta.
    De antemão, agradeço.

    O meu abraço!

    http://temosatitude.blogspot.com.br/search/label/A%20palavra%20está%20com%20você

    ResponderExcluir
  6. LU,

    conheço seu espaço,e o poema da Marilena que está lá, só dignifica qualquer blog.

    Ficarei devendo a você LU,por esta sua generosidade imensa e que, só mesmo um coração como o seu e do mesmo tamanho poderia abrigar, a lembrança de algo meu para ser postado no ATITUDE.

    Faça o que quiser, com qualquer um dos meus textos, seja de que blog for.

    Não mereço, mais aceito orgulhoso, sua deferência.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querido!
      E voce nao me deve nada, pois a honra será minha em poder partilhar as tuas pérolas.

      Assim que postar, provavelmente amanha, venho lhe trazer o link.

      Respondi la, ok?!

      Abração!

      Excluir
    2. Ok, fique à vontade.

      Um abração carioca.

      Excluir
  7. é difícil falar sobre algo que não está dentro de nós..
    o(a) ingrato(a), quando recebe flores, não as coloca no vaso.
    simplesmente as deixa morrerem em cima da mesa..
    pois preferem o cheiro fétido provocado por suas mãos,ao perfume vindo de outras..

    bjs.Sol

    ah..
    estou te seguindo..
    gostei desse teu lado sério..

    ResponderExcluir
  8. Olha SOL,

    fico orgulhoso por ter você por aqui , também.

    E sua reflexão sintetiza a verdadeira fratura exposta da ingratidão pois, é sempre um ato que tenta afastar do seu entorno, qualquer odor diferente que, não seja o da infelicidade!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  9. Ola Paulo

    Como prometido aí esta o link do post no ATITUDE.
    Espero que goste

    http://temosatitude.blogspot.com.br/2013/06/com-palavra-paulo-tamburro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu,

      eternamente grato,MESMO!!!

      Um abração carioca.

      Excluir
  10. Paulo ,

    Texto perfeito , como sempre .
    Creio que todos já sentimos a dor profunda que o corte da ingratidão causa em nossa alma .
    É difícil a cicatrização , mas não impossível , concorda ?
    Beijos da amiga paulista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi CRIS,

      concordo e bota difícil cicatrização nisso!!!

      Um abração carioca.

      Excluir
  11. Paulo,

    Um coração grato é antes de tudo humilde, passa longe da arrogância e soberba. O ingrato vai justamente no sentido contrário, bebe arrogância e arrota soberba. O indivíduo ingrato é infiel e mentiroso, mas acima de tudo é muito perigoso, literalmente joga fora o que de mais precioso alguém lhe oferece. Já senti muito isso na pele, já perdi amizades que recebi de braços abertos por simples e falacioso orgulho, mas enfim, a gente vai aprendendo e se vacinando contra esse tipo de gente, é tomando na cara que vamos aprendendo a nos proteger. Junto com a ingratidão é horrível se sentir usado para algum fim e depois descobrir que vc não passou de um degrau para a hipocrisia. Bom, que Deus nos ajude e livre desse tormento. No mais deixo uma parte de Machado de Assis, "Não te irrites se te pagarem mal um benefício; antes cair das nuvens que de um terceiro andar." Gr. Bj.! Como sempre adorei tua reflexão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CRIS, VOCÊ EMOCIONA...GRATO.

      Um abração carioca.

      Excluir