UM HOMEM SIMPLES DE ATITUDES EXTRAVAGANTES.






Se veste de chita, e bem linda pra mostrar pra Maria que você é mais bonita.
Não esquece o adereço e prenda-o neste seu cabelo da cor de uma mulher vivida de sonhos fartos e de rosto tão menina. Coloca vai, eu peço, de lado neste cabelo, acima da orelha, deste meu rosto de menina, e se lembra que  pedi uma rosa amarela?
Mas não chore de emoção quando se vir tão diferente!E eu sei o quanto você muda com um lindo vestido de chita, mas se chorar borra a maquiagem e machuca minha alma e ela é o céu que lhe prometo todo dia.
Quer ficar sem céu? 
Mas, se vista de vestido de chita longo, desses que vão aos pés e ao andar deve-se segurar um dos lados e puxar para cima, elegante e sestrosa a triunfar sensual e brejeira pelos palcos das ruas extasiadas pela beleza que, sua chita no seu corpo provoca.
Rodopia e levanta a saia, mas não mostra muito as pernas. São minhas. Nem é ciúme, mas gosto sempre de cuidar muito de tudo que me faz feliz.
É isso!
Suas pernas fazem parte do seu corpo, e no seu corpo não está o seu rosto e acima dele  a sua cabeça com seus cabelos de prata vividos que, agora abriga uma rosa amarela.
Então, perceba que quando protejo as suas pernas eu estou cuidando na verdade é do conjunto da obra, do todo no qual eu me envolvo e nunca adormeço com medo de você levando-se, ir junto com seu vestido de chita.
Faz de mim, então encanto e me desanda com estas estampas de cores fortes e personalidades únicas em suas tramas no simples tecido de morim.
Você e ele cativam pela simplicidade e lhe quero dentro dele, pois, a leveza que iras sentir nele será exatamente aquela mesma que eu sinto em você de se estar dentro de si mesma.
Poções mágicas transformadas em cores vibrantes.
Projeção do humanismo dos seus olhos e de como eles conseguem ver o próximo, sem  nunca precisar de óculos cor de rosa ou rótulos de etiquetas de fábricas ideológicas ou tão pouco da assinatura  de nenhum famoso estilista para consagrá-lo com a sua grife.
Este modelito de chita jamais desfilará ou será iluminado em nenhuma passarela de qualquer Fashion Week  porque não são dos aplausos de reconhecimentos efêmeros que ele necessita.
O que ele precisa é de que eu o sinta em seu corpo e do seu corpo eu o tire.
E agora embaralhado no sofá ao lado ele terá muito mais cor, brilho e beleza, pois saberá que afinal, cumpriu sua finalidade e ira esperar vestir você novamente, para começar tudo de novo.
Ele adora vestir você para que eu possa despi-la!

39 comentários:

  1. Boa tarde Paulo,
    Convite feito, convite aceito, será um imenso prazer te ter passeando no flores, como também foi uma grande alegria estar aqui, conhecer você e ler algumas de suas escritas. Essa em Especial me encantou pela simplicidade e delicadeza que nela contém...Gosto muito disso tudo. Simplicidade...Cheguei pra ficar, já estou te seguindo com muito gosto.
    Deixo abraços com carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MARILENE,

      seja muitíssimo bem vinda,pois é um grande orgulho para mim, tê-la por aqui, principalmente, em se tratando de uma escritora e blogueira,tão conhecida e competente.

      Volte sempre, combinado?

      Um abração carioca.

      Excluir
  2. Eita espaçinho bom....vou aparecer sempre!!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O SOL DE AMANHÃ,

      como gostei do seu blog.

      Sério!

      Estou seguindo você e espero que este espacinho, fique cada vez maior dentro do seu generoso coração.

      Espero!

      Um abração carioca.

      Excluir
  3. Mas não chore de emoção quando se vir tão diferente!E eu sei o quanto você muda com um lindo vestido de chita, mas se chorar borra a maquiagem e machuca minha alma e ela é o céu que lhe prometo todo dia.

    Tao simples... tao lindo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FRIDA,

      é na simplicidade das relações que ,se criam complexas e indestrutíveis formas de troca.

      E do texto, a sua sensibilidade,destacou um trecho o qual eu realmente acho o mais pertinente nesta troca, ou seja ,devemos antever ,na medida do possível tudo aquilo que a impeça.

      Obrigado Frida!

      Um abração carioca.

      Excluir
  4. Paulo, lindo texto, o ponto que mais me chamou a atenção foi: "... E agora embaralhado no sofá ao lado ele terá muito mais cor, brilho e beleza, pois saberá que afinal, cumpriu sua finalidade e ira esperar vestir você novamente, para começar tudo de novo.Ele adora vestir você para que eu possa despi-la!" É assim no coração dos apaixonados, um abração carioca.

    ResponderExcluir
  5. sub helena,

    é verdade!

    E que sempre seja a mesma rotina, pois , esta é a única que na cansa!

    Um abração carioca e volte sempre.

    ResponderExcluir
  6. Belo texto, Paulo!
    Cheguei a imaginar a pessoa desfilando contra a luz, e a silhueta do seu corpo serpenteando dentro do vestido de chita!
    A rosa amarela deu o toque necessário para minha mente viajar!
    Ponto mais forte do texto, na minha opinião: "Mas não chore de emoção quando se vir tão diferente!"
    Abraço e bom fim de semana.

    vitornani.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VITORNANI,

      serpentear dentro do vestido, é tudo de bom!

      Um excelente fim de semana e aquele abração carioca.

      Excluir
  7. Paulo.
    que delicia de descrição.
    Uma viagem de verdade..
    ai ai...
    Estou em viagem de passeio
    com o par
    e quem sabe não tenho uma
    vestimenta dessa na bagagem?
    Porto Seguro é bem sugestiva.
    Uia!
    Bjins querido.
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CATIAHO,

      se tiver vista e boa sorte! (rs)

      Um abração carioca.

      Excluir
  8. Olá Paulo, venho agradecer tua visita e ler teus textos! Você escreve com delicadeza, ternura e carinho! A simplicidade é como o ar que respiramos, necessitamos dela (assim como do ar) para respirar com leveza e paz! Lindo texto, parabéns! Sigo com muito prazer! Com mais calma e tempo venho visitar os outros Blogs! Um abraço grande daqui do finalzinho do Rio Grande do Sul!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está bem Nyce,volte sempre,leia devagar,o blogue é seu,também!

      Obrigado pela sua atenção .

      Um abração carioca.

      Excluir
  9. Oi, Paulo, bom tudo.
    Neste domingo, vim trazer um verso para você, refletir comigo:
    I
    Lágrimas despejadas, amargas, em desobrigas de ir embora.
    E já não basta terços, rezas e patuás, que outrora consolava
    Em rodas de ritos, a cólera maldita, assobiante com o ebola
    Agride a terna Mãe África, desesperada, pelos filhos, chora.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Maria,

      é inacreditável o que estão fazendo com nossos irmãos da quela região miserável do mundo.

      É nojento, lamentável e revoltante.

      Um abração José Maria.

      Excluir
  10. Que beleza te ler e deu pra ver até as cores do momento...abraços,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CHICA,

      fiquei muito honrado em ter você por aqui.

      Honrado mesmo!!!

      Obrigado,volte sempre e um abração carioca.

      Excluir
  11. Olá Paulo,
    Vim retribuir a sua visita ao Vivendo e Aprendendo! Parabéns pelos seus blogs e este texto em especial, que descreve cores e amores em suas variadas formas! Sucesso sempre pra vc!
    Abraços e uma semana de paz e mt luz!
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sileni Machado,

      sucesso continuados pra você também e uma semana hiper legal pra você em todos o sentidos.

      Um abração carioca.

      Excluir
  12. Um texto cheio de beleza e sensibilidade...
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GRAÇA,

      você sempre generosa , amiga e não poupando elogios

      Desta forma eu fico ainda com mais saudade deste povo irmão do além-mar!

      Um abração carioca.

      Excluir
  13. Olá Paulo! Voltei ao seu blog para uma visita e dizer que tem um texto seu em meu blog tb se quiser ver. bjs,

    http://recantodosautores.blogspot.com.br/2014/09/por-entre-o-sagrado-e-o-profano.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ANNE LIERI,

      se a sua intenção foi emocionar-me:Conseguiu!!!

      E como disse lá no meu comentário, vendo tanta gente de alto valor e competência derramando generosidades a mim, ficou difícil mesmo não conter a mais profunda das emoções.

      Foi uma surpresa linda e inesquecível portar minhas considerações entre o profano e o sagrado.

      Fique com Deus!

      Um abração carioca.

      Excluir
  14. Olá Paulo, vim lá do recanto dos autores onde o texto publicado realmente me deixou curiosa de como seria linda a casinha de quem escreve tão bem, não me enganei, olha só que rico o texto acima, repleto de detalhes, adorei cada frase, parabéns vou tentar segui-lo só que a minha net está lenta e não está carregando direito, mas se não conseguir eu volto, abraços Luconi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LUCONI,

      me seguindo ou não, o importante é o que você representa de motivação para que eu possa honrar cada vez mais a sua leitura.

      Prometo esforçar-me cada vez mais!

      Um abração carioca e fique com Deus.

      Excluir
  15. Olá...
    venho agradecer com carinho a visita que me fizestes.
    Não pude vir antes, pois estou com problemas com a conexão.
    Gostei de conhecer sua pagina e com certeza já estou seguindo.
    E suas outras páginas também rsrs.

    Adorei esse texto.
    Bem encantador e deu para imaginar cada palavra como uma cena.

    Deixo aqui um grande xêro...
    E que o resto de sua semana seja muita luz.
    =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ROBERTA ANDRADE,

      estou seguindo você lá no seu blog e agradeço sua visita.

      Obrigado e volte sempre,combinado?

      Um abração carioca.

      Excluir
  16. Caríssimo Paulo, só tenho a parabeniza-lo pelos blogues, como diria o pensador anónimo, "todos diferentes todos iguais" e, agora acrescento eu, em diversidade dos temas e em qualidade.
    Aquele abraço!
    :)))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JORGE,

      muito obrigado mesmo, pela generosidade da sua atenção e das suas palavras.

      E creia, que você tem textos excelentes no seu blog, no qual estarei sempre por lá!

      É uma ameaça.(rs)

      Um abração carioca,Jorge.

      Excluir
  17. Se for rotina, e de amor, será todo dia uma coisa diferente e boa.
    Seu texto leva a gente.
    Viagem linda.

    Abraços alagoanos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MILENE LIMA,

      acho que você encontrou aqui a chave da felicidade.

      Um abração carioca.

      Excluir
  18. Vestidos longos são os mais lindos, e acho q deixam as mulheres mais lindas tbm, sem serem vulgares.
    Beijinho, meu amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MERI PELLENS,

      e longos de chita então, além de invulgares,rompem a rotina das grifes da moda empurrada goela à baixo das mulheres e note Meri que, a maioria absoluta de roupas exibidas em desfiles de moda ,jamais são usadas na prática.

      Um abração carioca.

      Excluir
    2. Fato.

      Obrigada pelas visitas e acompanhar meus blogs! Muito feliz, viu?

      beijinho!

      Excluir
  19. Uau!

    Isso foi poético, amoroso, sensual, cheio de vida, lindo mais que que as cores da chita.

    Abraços Paulo

    ResponderExcluir
  20. Que beleza! Fiquei encantada com olhar tão afiado. Aiai...

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Paulo,

    Que lindo!!!
    Um texto que me encantou pela delicadeza do conteúdo.
    Ah! A Simplicidade!
    A simplicidade permite-nos ser o que somos sem precisar de artifícios para tentar agradar a outros.
    Como o vestido de chita colorido, iluminado pela energia do ser amado que o veste, torna a rotina, no caso do amor, a única que não cansa; aquela que pede sempre mais um pouquinho...

    Um abração paulista

    ResponderExcluir