OBRIGADO!

                                               


Agradecer de repente, nos faz pensar ser uma ritualística prosaica e muito formal,apenas um cacoete existencial antigo que, apenas vicejou em novas terras da modernidade adubadas tão somente pelo hábito aprendido,adquirido,dito mas não sentido, na grande maioria das vezes.
Como aquele “tudo bem?” nos cumprimentos corridos nos quais, mal olhamos nos olhos do outro, sentimos a sua proximidade ou paramos para um dedo de prosa como se diz no interior.
Quantas vezes esta palavra é dita de forma absolutamente automática,como se fosse o rezar burocrático de uma Ave Maria, por quem apenas deseja desvencilhar-se de uma obrigação, sem ligar o nome à pessoa, o fato ao ato, apenas um rastejado movimento de palavras sôfregas e insossas.
Quando não sentimos o que falamos, não exprimimos nada, nem encanto, nem desencanto, amor, ódio ou muito menos indiferença, alegria nem tristeza.
É um redemoinho de palavras e frases soltas de conteúdos ora, assemelhados a uma breve chuva de verão ou àquela evaporação instantânea de um pingo d’água ao cair desprevenida, numa chapa aquecida.
Porém, quando dita com a razão de todas as razões,o sentimento de tudo que nos fez mais feliz, os momentos que se eternizaram em nossas lembranças e impregnaram cada uma das nossas células vivas e intensas dentro de nós, então tudo que esta palavra em significados quer insinuar, explode verdadeira.
É o obrigado por tudo!
Tudo que pode ter sido muito ou muito pouco segundo, estas relações de grandeza que a maioria de nós costuma atribuir, se foi muito ou pouco alto, pouco ou nada profundo, menos do que poderia ter sido muito mais,esquecendo-nos no entanto, que um quilo de algodão ou um quilo de chumbo, apesar de variarem de tamanho,são exatamente, um quilo.
Podemos andar a pé, mas de mãos dadas com a felicidade. Podemos voar em luxuosos aviões, no entanto, em cadeiras separadas. E estarmos em Veneza, mas, nos sentindo num árido deserto ou à beira de um lago sem nenhuma expressão, desconhecido e simples, mas, com uma emoção compulsiva forçando nossa glote, fechando nossa garganta, exacerbando nossa respiração e lacrimejando continuadamente os nossos olhos.
Não importa o valor da passagem que paguemos por uma viagem,o lugar mais conhecido e desejado do planeta para onde formos,o luxo em serviços e atrações variadas que se nos oferecem.
Não importa.
Importa somente este meu obrigado, por você me ter feito tão feliz.
Obrigado por ter convivido um vida tão simples comigo, mas definitivamente de atitudes muito extravagantes.
Obrigado pela visão do espelho d’água de um lago que, continua a refletir o seu rosto, em meus olhos.
Obrigado por ter sido imensamente generosa e sempre compreender que, são todas estas nossas diferenças que nos unem, e que, jamais deveremos permitir que sejam diferentes disto.
Obrigado por tanta prova de amor!


29 comentários:

  1. Paulo, realmente, não importa onde estejamos e sim a pessoa que esteja ao nosso lado somando o momento conosco, não importa que sejamos diferentes do outro, porque é realmente essa diferença que nos faz tão atrativos... Não importa onde, como ou o porque do encontro, o importante é que as mãos estejam entrelaçadas pelo simples fato de se desejar... Lindo texto, um abração carioca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sub helena,

      esta é a mágica do relacionamento que independe de alguns valores,por vezes discordantes.

      Existe além do racional, sempre uma carga afetiva e emicional que pode superar tudo!

      Outro abração carioca.

      Excluir
  2. Paulo,
    Encanta-me os seus textos; este é mais um.
    Penso que sentir é a chave para nos entendermos melhor.
    A sensibilidade da emoção falando mais alto. A simplicidade do outro
    junto a nós numa somatória de alegrias, prazer e felicidade sem precisar do muito, rebuscado mas ilusório. Apenas, ajudando-nos a crescer. E, este outro, em nossa vida, ser a melhor coisa do mundo.
    Obrigado sim, ou seja, grato, agradecido.

    Um grande abraço paulista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VERA,

      é como se a presença do outro fosse o mundo todo, a humanidade em um,e dois num só, enfim, só o amor pensa e sente com tanta grandiosidade.

      No outro criamos toda a verdade,realidade e momentos indispensáveis para nos sentirmos ocupados pelo resto das nossas vidas.

      Acho que amar é isso!

      Um abração carioca nesta paulista amiga!

      Excluir
  3. Olá, Paulo. Pronto! Somos seguidores um do outro.

    Você estava certo, gostei muito deste blog.

    "Obrigado pela visão do espelho d’água de um lago que, continua a refletir o seu rosto, em meus olhos." - lindo trecho, parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Pois é,JULIANA,

    mulheres são sempre estas visões que, encantam e subordinam as vontades da gente ao inexorável que, vive e sempre fazendo deliciosas surpresas!

    Exatamente, como o inesperado.

    Seja muito bem vinda.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  5. Que lindo esse "obrigado"... fiquei maravilhada com o texto, com a sensibilidade com que fala do amor... muito bonito mesmo...


    ResponderExcluir
  6. ARCO-IRIS DE FRIDA,

    são apenas palavras que nasceram dos reflexos de um espelho d'água de um lago eivado de muitas fantasias.

    Além é claro da sua generosidade critica.

    Obrigado também!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  7. Escusado será elogiar a magnificência da sua escrita...sempre tão sentida e nascida da alma.
    Um bom leitor percebe isso à distância. E, a mim, é o que mais me apaixona num texto a que me proponho ler. A genuinidade, a transparência.
    Quanto à mensagem, só lhe posso dizer uma coisa Paulo: a gratidão é um dos sentimentos mais nobres que se pode ter...

    Obrigada por estes momentos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CRISTINA,

      a relevância da gratidão a que você se referiu,realmente é o ponto maior daqueles que a reconhecem como uma forma de dizer:Valeu!

      Quanto aos seus elogios,Cristina eu atribuo a sua intensa e sincera generosidade, sempre que se refere aos meus textos.

      Obrigado, por esta razão, a você também, Cristina.

      Excluir
  8. Reitero o que disse: admiro a excelência dos seus textos.
    Quanto à generosidade, é outra qualidade que muito aprecio, desde que sincera...
    Bom fim de semana Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CRISTINA,

      e a sua sempre foi muito sincera!

      Um abração carioca.

      Excluir
  9. Paulo que texto lindo, fiquei sem palavras...
    Vc sempre nos presenteando com teus
    texto profundo, sentido e repleto de sensibilidade.
    Um xero querido e ... obrigada!

    ResponderExcluir
  10. Nádia,

    volte sempre.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  11. Sensibilidade à flor da pele!
    Um obrigado assim, cheio de amor, é um sonho!
    Bjs... MP.

    ResponderExcluir
  12. Nossa, obrigada por tão lindo texto. Não conhecia esta sua prosa poética.
    Um beijão para vc, Paulo,
    Renata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é RENATA,

      que bom ter conhecido e gostado.

      Um abração carioca.

      Excluir
  13. Olá, encontrei seu blog através de uma amiga em comum.

    O AMOR DE DEUS POR NÓS!

    Deus ama cada um como filho único,é o amor de Deus que da sentido em continuar seguindo o caminho, mesmo que a tempestade caia sem cessar
    e que a dor seja maior que as forças que temos para sofrer mesmo que a escuridão nos envolva e tente os ventos da injustiça apagar a pequena chama da fé mas no obscuro túnel da vida a luz do amor de Deus brilha sem cessar o amor de Deus transforma a tragédia em triunfo, a maldição em benção o mal em bem.

    O amor de Deus é o único e verdadeiro Caminho, somente o amor de Deus produz frutos aonde nunca se plantou!

    O amor de Deus é paciente,
    tudo espera,
    tudo suporta,
    e jamais se acabará, porque é eterno!!!

    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog deixo aqui o convite, acesse o link abaixo:

    Fruto do Espírito

    Minha Fan Page Fruto do Espírito

    P.S. Convido a conhecer o blog do irmão JC.
    Mensagens atuais, algumas polêmicas, porém abençoadoras...
    Acesse e confira:
    Discípulo de Cristo

    Tenha uma boa semana na presença do Senhor Jesus!

    Em Cristo,
    ***Lucy***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucy,

      sinta-se em casa.

      Um abração carioca.

      Excluir
  14. Oi Paulo!
    Seus textos nos mostram sempre grande sensibilidade e emoção.
    Um grande abraço carioca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fátima,

      sempre que houver a possibilidade,nosso esforço para manter esta sensibilidade, deve continuar a sinalizar para o norte desta possibilidade em nossos textos.

      E contanto sempre é lógico, com a generosidade de todos vocês.

      Um abração carioca.

      Excluir
  15. Muito grata pelo convite, adorei seu blog. Lindo de se ver textos que emocionam . parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Adriana,

    que bom você ter gostado.

    Volte sempre!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  17. Paulo, talvez seja esta a hora, de eu dizer também obrigada,
    por voce me propor vivenciar a ótica do mundo que te cerca.
    Abraços da Gue. :)

    ResponderExcluir
  18. Então,GUERREIRA XUE,

    é este o mundo que nos cerca!

    O mundo é sempre assim, o mar é o mesmo,a terra molhada tem a mesmo e delicioso odor.

    É que às vezes,GUE,sob este mesmo céu no qual todos nós vivemos, fazemos absoluta questão de só olharmos para as poucas nuvens negras e escondidas lá no fundo!

    "O céu é azul" já dizia o astronauta russo Yuri Gagarin.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim , o céu é azul e a terra também. :)

      Excluir
  19. Olá Paulo, vim retribuir a visita, meus parabéns, você escreve muito bem :*

    ResponderExcluir
  20. Paulo: o sentimento de gratidão anda bem escasso no coração da Humanidade..e isso tem feito verdadeiros estragos..em sua alma!!!
    abraços a ti querido e obrigada pelas visitas aos meus espaços..e por td de bom que me proporciona..quando o visito.

    ResponderExcluir